Pouco mais de 2 meses para a edição de 2018 do festival Lollapalooza, está na hora de fazer a listinha dos artistas preferidos. Afinal, com 4 palcos funcionando simultaneamente, a probabilidade de assistir todos os shows é mínima.

O Lollapalooza está, cada vez mais, investindo em artistas do cenário da eletrônica para seu line-up, superando grandes festivais do estilo.

Nós da Backstages iremos ajudar nessa escolha, listando as 5 atrações imperdíveis de eletrônica por dia de festival.

Sexta-Feira (23/03)

  • Galantis

O duo sueco, formado por Christian Karlsson e Linus Eklöw, está com sua segunda passagem pelo brasil confirmada, com um show exclusivo no Lollapalooza. Os rapazes da duo adotaram o esquema de “live show” com instrumentos, deixando o show mais intimista.

Quem escolher o show do Galantis não irá se arrepender, o duo não vem muito ao Brasil, está é uma oportunidade única de ver Christian e Linus ao vivo.

  • DVBBS

Mais um duo rara de aparecer no Brasil. Os canadense DVBBS, formado por Chris Andre e Alex Andre.  A dupla ficou conhecida no cenário mundial após a explosão da música Tsunami, que conta com 380 Milhões de views no Youtube.

Os DJs estiveram no Brasil em 2014 para participar do festival Tribe.

  • Kyle Watson

Kyle cresceu nos últimos anos da mesma forma surpreendente, arrebentado por onde passa. Seu sucesso trouxe visibilidade para a cena eletrônica em seu país de origem, a África do Sul.

Kyle já tocou nas principais festas da Europa. O produtor se apresentou em clubs como o Ministry Of Sound e entregou lançamentos a labels como Get Physical e Ultra.

O DJ e produtor esteve recentemente fazendo turnê no Brasil. É uma das grandes promessas da música eletrônica para 2018.

  • Alison Wonderland

A representante feminina do primeiro dia de Lollapalooza, Alison é uma artista completa. Violoncelista, a australiana é ainda cantora e produtora.

Considerada musa do Bass Music, Alison é dona de um dos álbuns mais aclamados pela mídia em 2015,  “Run”.

A DJ australiana viaja do dubstep ao electro house sem deixar os elementos da música Pop que bombam no mundo e é uma das atrações mais imperdíveis da edição de 2018 do Lollapalooza.

  • Alok

O DJ brasileiro está subindo, cada dia mais, na cena eletrônica. Alok Petrillo nasceu no meio eletrônico, com sua família percursora do psy trance no Brasil.

O DJ vem colecionando hits e recordes mundiais e com certeza é uma boa opção de show na sexta-feira do Lollapalooza.

Apesar de ser figura carimbada nos eventos no país, Alok é um dos representantes brasileiros imperdíveis e deve arrastar um grande público para sua apresentação no festival.

Recentemente o DJ inovou e lançou uma música com uma das maiores duplas sertanejas do país, Simone e Simaria.

 

Sábado (24/03)

  • DJ Snake

O DJ e produtor  William Grigahcine, mais conhecido como DJ Snake, é um fenômeno. Após assistir ao clássico filme cult francês “La Haine” (no Brasil, “O Ódio”) na juventude, Snake soube que ele não só queria fazer música, mas virar DJ.

Snake já foi indicado ao grammy pelo co-produção do álbum “Born this way” de Lady Gaga. Anos depois o francês começou a ter visibilidade e lançar hits mundiais. “Turn That For What”, sua parceira com Justin Bieber “Let Me Love You”, “The Middle”, “Lean On” são alguns dos hits produzidos pelo DJ.

Sua última aparição no Brasil foi em 2016 durante o Ultra Music Festival, no Rio de Janeiro.

  • Kygo

Difícil falar em tropical house e não falar em Kygo, o norueguês esteve em 2016 no Brasil para um festival na Marina da Gloria-RJ.  o DJ/produtor passou a ganhar bastante prestígio no cenário e-music após apresentar suas produções como ‘Firestone’, ‘Nothing Left’, ‘Here for You’.

Kygo ganhou gosto pela música eletrônica e começou a produzir com auxilio de tutoriais no Youtube. Se não fosse produtor, o DJ gostaria de ser jogador de futebol.

Em 2014, O DJ se apresentou no festival Tomorrowland substituindo um grande ídolo. Desde então, Kygo acumula hits e é uma das atrações mais esperadas do Lollapalooza 2018.

  • Yellow Claw

O duo composto por Jim Aasgier e Nizzle, mesclam big house, dubstep, hip hop e hardstyle.

Yellow Claw ganhou popularidade em meados de 2010, depois de fundar e uma festa em uma das casas noturnas mais famosas de Amsterdã, o Jimmy Woo.

Em 2015, Yellow Claw lançou seu álbum de estúdio de estréia, Blood for Mercy . O single principal do álbum, “In My Room”, conta com o produtor de discos americano DJ Mustard e rappers americanos Ty Dolla Sign e Tyga .

Em 2016, um dos integrantes, Leonardo, decidiu deixar o grupo mas Jim e Nezzle continuaram o projeto fazendo sucesso até hoje.

  • Deorro

Após várias especulações, finalmente o DJ foi confirmado em uma apresentação no Brasil.

Deorro, nasceu em Los Angeles, com família mexicana começou a produzir suas tracks aos 17 anos, atingindo o sucesso no ano de 2013 após assinar com a  Revealed Recordings.  Em março de 2014, ele lançou o single “Freak” com Steve Aoki e Diplo. Seis dias depois, lançou o single “Flashlight” com R3hab, que integrou a edição 2016 do Summer Eletrohits.

Após o sucesso da faixa “Five Hours”, Deorro lançou uma nova versão com Chris Brown dominando as paradas musicais.

  • Devochka

Poucas mulheres atingiram na cabine o status que Devochka conquistou nos últimos anos. A experiência adquirida em pequenas festas no interior de Minas Gerais e a crescente paixão pelo universo da música eletrônica trouxeram Mayra Ferreira à capital, dando o start certeiro à promissora carreira dessa talentosa DJ.

Sunset Festival (MG), Euphoria (RJ), Soulvision (SP), Cyclus Festival (RS), Industria Eazy (SP), Danghai Club (PR) e Deputamadre Club (MG), são alguns dos festivais que a DJ tocou.

Representante feminina no sábado da música eletrônica e brasileira, Devochka promete um grande show.

Domingo (25/03)

  • Hardwell

Um dos maiores nomes da música eletrônica, não podia ficar de fora da lista. Hardwell coleciona títulos de melhor DJ do mundo.

O holandês começou a produzir aos 13 anos de idade e tem Tiesto como sua maior inspiração.

Em 2009 o DJ e produtor lançou seu primeiro grande single “Spaceman”. Logo após, ele fundou sua própria gravadora Revealed Recordings.

Hardwell já declarou seu amor pelo Brasil, sua última aparição no país foi no festival Electric Zoo 2017 em São Paulo.

  • Dillon Francis

O Dj e produtor americano mais zueiro da música eletrônica Dillon Francis, ou como ele diz: “Apenas Dillon Francis porque nome do meio é para os riquinhos cuecas samba canções”, entra para o roll das atrações imperdiveis do Lollapalooza 2018. Pioneiro da Moombahton, em fevereiro de 2012, Francis tornou-se o primeiro artista do estilo a alcançar o primeiro lugar na parada de lançamentos da Beatport com o lançamento de seu EP Something, Something, Awesome.

Francis foi rotulado pela MTV como um “artista para assistir” a partir de 9 de setembro de 2013. A ascensão do artista está caminhando para se tornar um dos rostos mais reconhecidos na cena da EDM. Francis já se apresentou em muitos festivais de música popular, como o Camp Bisco, Electric Daisy Carnival, Coachella, TomorrowWorld, Ultra e Electric Zoo.

  • Alan Walker

Alan é um DJ e produtor norueguês de apenas 20 anos, que ficou mundialmente conhecido pelo single “Faded”, que ganhou certificado de platina em mais de 10 países diferentes.

Em 2016, Alan continuou o sucesso lançando as músicas “Sing Me to Sleep” e “Alone”.

O norueguês é uma das grandes apostas da música eletrônica. Sua primeira e única aparição no Brasil foi durante o Electric Zoo-SP em 2017.

  • Cat Dealers

Mais um duo para lista, dessa vez de brasileiros. Os irmãos Luiz Guilherme e Pedro Henrique são os caras por trás do projeto Cat Dealers que vem tomando proporções gigantescas no cenário brasileiro do low bpm.

Após o sucesso da track “Your Body”, os meninos resolveram continuar com o projeto e já colaboraram com grandes nomes como Alok, Vintage Culture, Gabriel Boni.

  • JØRD

Nascido no Pará, JØRD possui uma carreira recente, mas recheada de feitos. COm suporte de Vintage Culture, que costuma tocar tracks de Jord em suas apresentações, o DJ vem em constante ascensão na cena.

As collabs com Cat Dealers e Beowülf, as produções de sucesso como “Go Slow” e “World is Mine”, um clássico de David Guetta revisitado por JØRD tem agitado as pistas desde 2016.

*Bônus*

  • Sofi Tukker

Sofi Tukker é uma duo musical composta por Sophie Hawley-Weld e Tucker Halpern.

Paste Magazine descreveu o lançamento de Sofi Tukker, Soft Animals, como “uma coleção insaciável de dança de músicas da selva-pop com muitas cabeças bem executadas para instrumentos brasileiros, poetas e a língua nacional, portuguesas”.

“Drinkee” do Soft Animals EP foi nomeada para um Grammy 2017 para Melhor Gravação de Dança.

Vale a pena conferir esse duo!

Serviço:

Lollapalooza Brasil 2018

Data: 23, 24 e 25 de março

Local: Autódromo de Interlagos

Ingressos: R$360,00 á R$3,500 (Clientes Bradesco possuem 10% de desconto)

Mais informações: lollapaloozabr.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here