Compartilhar
©2018 Ebraim Martini
©2018 Ebraim Martini
©2018 Ebraim Martini

Há cinco anos fazendo história, o Warung Day Festival é parada obrigatória na agenda de festivais nacionais. Programado para o próximo dia 13 de abril, o evento deve quebrar o recorde de público da última edição, oferecendo um ambiente idealizado nos mínimos detalhes para potencializar a experiência única do Templo – como é denominado o Club na Praia Brava de Itajaí. Com 13 horas de música ao vivo, o WDF 2019 promete marcar história.

Faltando pouco mais de duas semanas para a chegada do “Melhor Dia do Ano”, listamos seis motivos pelos quais você não pode perder esse Festival:

 

  1. A 6ª EDIÇÃO DE UM EVENTO QUE SÓ MELHORA A CADA ANO

Projeto ambicioso e muito bem planejado, o WDF aportou em 2014 em Curitiba com proposta e curadoria musical criteriosa. Com grandes proporções, o festival assumiu a responsabilidade de proporcionar uma experiência mais consistente a cada edição, tornando-se, assim, referência no cenário de festivais.

 

  1. LINE UP COM 13 HORAS DE MÚSICA AO VIVO DOS MELHORES DJS DO BRASIL + INTERNACIONAIS

Para esta edição, 23 artistas – nacionais e internacionais – foram escalados. Com diversificação e equilíbrio, o festival recebe de nomes em ascensão, como Oliver Koletzki e Gerd Janson, a artistas já renomados, como Pig & Dan e o DJ Koze. O WDF receberá, ainda, grandes nomes que fazem parte da construção desse cenário musical nacional, como Anna, Gabe, Gui Boratto e Renato Ratier.

 

  1. TRÊS PALCOS SIMULTÂNEOS

Distribuídos em um espaço amplo e sem “embolar” o som, o público poderá prestigiar grandes DJs divididos em três pistas: Warung Stage, Pedreira Stage e Garden Stage. Assim, cada participante pode acompanhar o mais lhe agrada, além de desfrutar da extensa variedade proporcionada.

 

  1. AMBIENTE BUCÓLICO E IMERSIVO DA PEDREIRA PAULO LEMINSKI

A escolha do local também faz parte da montagem de todo o cenário do Festival. Tradicional e emblemático espaço curitibano e nacional, a Pedreira Paulo Leminski possui uma extensão de 103.5 mil m² e capacidade para receber até 30 mil pessoas. Desde sua reabertura, em 2014, os palcos da Pedreira já receberam grandes nomes da música como David Gilmour e Guns N’ Roses.

 

  1. A EXPERIÊNCIA DO TEMPLO

Com a curadoria dos proprietários do Warung Beach Club, o Templo de Itajaí, o Festival se torna ponto de encontro de grandes artistas nacionais e internacionais que já têm uma trajetória com a marca. Mais que isso, conhecem o perfil dos fãs do WDF e sabem como criar uma festa única com a cara da marca, conhecida mundialmente como um dos locais mais especiais do planeta quando o assunto é música eletrônica.

 

  1. O MELHOR SISTEMA DE SOM DO BRASIL

Para 13 horas de música ao vivo, o WDF não ofereceria nada menos do que o melhor. A responsável pela sonorização será a Gabisom Audio Equipament, considerada uma das mais respeitadas do ramo. A empresa fornece o som do Rock in Rio – tanto no Brasil como também na Europa – além do Carnaval do Rio de Janeiro há cerca de 15 anos. Trata-se de uma infraestrutura de ponta para potencializar o que há de mais importante no festival: a experiência do WDF

Comments

comments

Compartilhar

Deixe uma resposta